Wadaiko Yamato - 2 a 6 de Abril de 2014

Depois de 15 anos longe do Brasil, o Wadaiko Yamato retorna ao país para 4 dias de apresentação da turnê "Rohjyo". A apresentação ocorreu no teatro Anhembi Morumbi, no tradicional bairro da Moóca e é claro, não pude deixar de ir assistir. Considerado um dos três grupos mais conceituados do Japão, foi fundada na cidade de Nara por Masaki Ogawa em 1993 e possui mais de 2500 apresentações em mais de 51 países no seu currículo.


Na sua passagem anterior ao Brasil, o grupo se apresentou nas cidades de São Paulo, Rio de Janeiro e Paraná. Desta vez, veio à São Paulo e aproveitou para fazer um intercâmbio com os músicos do grupo Wadaiko Sho, liderado por Setsuo Kinoshita.

O grupo chama muita atenção pela apresentação performática, música com misturas de ritmos e roupas super chamativas e coloridas. A sua fama estende-se internacionalmente e inclusive realizou o show de lançamento do filme "Missão impossível 3" no Japão devido à amizade com o ator Tom Cruise.


Por ter sido integrante do Wadaiko Sho por quase 10 anos, ouvia sempre falar do Yamato e ano passado, quando fui ao Japão, infelizmente não consegui assistir à apresentação do grupo. Entretanto, as músicas e vídeos vistos do Youtube, DVDs e CDs me deixavam cada vez mais ansioso para ver o grupo ao vivo. Mais do que isso, no dia da apresentação pude me encontrar com velhos amigos de taiko e matar saudades! Chegada a hora da apresentação, pudemos apreciar uma apresentação moderna e o enorme carisma dos músicos. Algumas músicas foram especiais, como uma brincadeira que eles fazem com os pratos japoneses (tyappas), e outras duas músicas: uma que mesclava o tambor com o tsugaru shamisen e o Hyuga (vide vídeo abaixo). Essa última em especial é a primeira música de taiko que aprendi a tocar, da qual o Yamato tocou juntamente com os integrantes do Wadaiko Sho na apresentação, então duplamente especial. 

Dizem que a alegria maior de um musicista é quando uma mensagem é passada para o espectador e para mim, a vibração e energia dos músicos me lembrou de velhos tempos de taiko, dos amigos que conheci lá e da alegria de levantar o público. Um bom sentimento nostálgico!

Comentários