Passeios por São Paulo - Templo Zu Lai

Depois de falarmos sobre os instrumentos utilizados nas missas budistas e o templo Kinkaku-ji no Brasil, vou comentar neste post sobre o Templo Zu Lai. Apesar deste blog ser dedicado à arte e tradição japonesa, considero relevante falar sobre esse templo chinês, uma vez que a cultura, incluindo a música japonesa, teve grande influência da China (inclusive, o templo possui alguns dos instrumentos citados nos posts anteriores).




O Templo Zu Lai é um dentre muitos templos do Monastério Fo Guang Shan espalhados pelo mundo. Foi fundado pelo mestre Hsing Yün (nascido em 1927 na província de Chiangsu) e tem suas raízes no Budismo Mahayana, cuja tradição enfatiza que a natureza búdica está ao alcance de todos. Seus praticantes empenham-se em aplicar os ensinamentos do Buda no cotidiano, advindo daí a denominação: Budismo Humanista. Seu objetivo é propagar os princípios do Monastério Fo Guang Shan, divulgando o Budismo e beneficiando a todos, através de quatro estâncias básicas da vida:

- Educação
- Cultura
- Beneficência Social
- Purificação Espiritual.

O passeio foi feito em um dia um pouco nublado, mas nada que atrapalhasse o passeio. Fui com meus amigos do colégio Juh e Chi, e a namorada Dê. Logo na entrada do estacionamento, podemos avistar o lago, repleto de tartarugas e carpas. Além das lamparinas em estilo chinês, uma ponte cruzando o lago dá uma sensação de estarmos fora do Brasil. Além disso, senti uma ótima sensação de paz e harmonia.



Subindo o morro atrás do lago, podemos avistar algumas árvores de cerejeira e no topo do morro, bambuzais e algumas estátuas budistas. No dia estava ventando bastante, então pudemos apreciar o estalo e o som das folhas de bambu ao vento. Muito bom!!!


Passando para a parte principal do local, chegamos na escadaria e no templo em si. Além de podermos acender incensos e fazer agradecimentos, pudemos entrar no templo e parar para relaxar e meditar um pouco. Lá, um guia sempre está sempre disponível para fazer alguma explicação e ensinar como fazer a oferenda de incenso, além de podermos saborear um delicioso chá de jasmin.




Instrumentos budistas

Como disse no início do post, alguns instrumentos budistas estavam dentro do templo e decidi pedir algumas fotos da namorada para postar no blog. Dentre os instrumentos observados, temos o Taiko (tambor), o Oogane (sino), o kin e o mokugyo (instrumento de madeira com o desenho de peixe segurando uma pérola na boca).






Localização, Dias e Horário de funcionamento:

O Templo Zu Lai encontra-se na cidade de Cotia (alguns minutos da capital) na Estrada Fernando Nobre, 1461, um entrada à direita da estrada Castelo Branco no sentido interior. O templo está aberto para visitação de Terça às Quartas das 12h às 17h. Sábados, domingos e feriados das 9h30 às 17h, permanecendo fechado às Segundas, mesmo sendo feriado. Estacionamento gratuito.

Comentários

  1. Álvaro,
    Se você não conheceu uma família inteira de Leontopithecus (mico-leão)[1], sinto informar-lhe que precisa voltar ao Tempo Zu Lai para vê-los de perto. É imperdível!
    Leve algumas bananas pois eles virão comê-las na sua mão.

    Abraços,
    Camacho.

    [1]http://blog.karate-do.com.br/2012/01/08/visita-ao-templo-zu-lai-2012/

    ResponderExcluir

Postar um comentário